Categoria Sem categoria

porGiulliano Pasa

A importância das Redes Sociais para o seu negócio

As Redes Sociais têm um crescimento significativo principalmente no Brasil, onde o povo tem a característica marcante da receptividade. A cada dia mais e mais pessoas procuram fazer parte dessas comunidades, lugar onde trocam experiências e informações sobre marcas e produtos de sua preferência.

Pesquisas comprovam que os usuários de Redes Sociais confiam na credibilidade das informações postadas por outros usuários em sua rede de contatos, ou seja, o cliente poderá, cada vez mais, influenciar outros clientes através da sua opinião e experiência. Por isso é tão importante criar uma estratégia de Social Media com foco em interagir e engajar o público a marca.

O objetivo de uma campanha em Mídias Sociais é consolidar o prestígio entre os consumidores e futuros clientes, conquistando a confiança, fazendo com que ele vire um fã, um evangelizador, um defensor da sua empresa. Para isso a marca precisa ser autêntica e mostrar que realmente se importa com seu público.

Isso pode ser feito participando das comunidades onde o seu cliente se encontra, tirando as dúvidas que ele tenha sobre seu produto ou serviço, fazendo promoções, sorteando brindes, e principalmente oferecendo conteúdo relevante, mostrando que ele é realmente importante para sua empresa.

Atualmente estar fora do contexto das Redes Sociais é literalmente perder negócios, pois através dessas mídias você consegue um feedback muito mais rápido do que pelas mídias comuns, seu cliente pode fazer sugestões em tempo real, agilizando ao máximo a correção ou o ajuste de algo que necessite.

Esse tipo de estratégia aumenta significativamente o número de acessos do seu site, podendo ser convertido em vendas.

 

porGiulliano Pasa

8 Motivos para sua Empresa ter um Site na Internet

Já faz muito tempo que estar na internet deixou de ser opcional para as empresas, mas muitos empresários continuam tendo dúvidas se seus negócios precisam realmente de um site, além de outras ferramentas e estratégias de marketing digital. Se você ainda faz parte dessa estatística, confira abaixo 8 motivos que comprovam a necessidade de estar presente na internet (com, no mínimo, um bom site).

 

1. Credibilidade
No mundo real, é muito difícil para uma pequena empresa concorrer com concorrentes de grande porte. Na internet é possível que uma pequena empresa, com um site bem projetado, com um bom design gráfico, navegação simples e informações bem redigidas seja bem avaliada pelos seus clientes – mesmo quando comparada com concorrentes de maior porte. Um bom site passa a imagem de uma empresa bem posicionada no mercado, com profissionalismo e organização.

Exemplo:
Suponha que a sua empresa seja uma pequena corretora de seguros, localizada no município de Lauro de Freitas (BA) e que a sua principal concorrente seja uma gigante do setor sem filial na cidade. Agora, vamos supor que um residente em Lauro de Freitas, acessa o site da sua empresa e encontra todas as informações sobre como contratar um seguro de carro, como acionar o seguro em caso de sinistros, visualiza depoimentos de clientes satisfeitos, identifica o endereço físico da sua empresa, faz uma cotação online e recebe os valores imediatamente no seu email. Vamos supor também que no site da corretora concorrente (a de maior porte), ele apenas acessa informações básicas do setor e não consegue efetuar uma cotação online.
Em qual das empresas você acredita que o visitante estará mais propenso a fechar negócio? Imagine o que aconteceria se a sua empresa não tivesse um site de qualidade?

 

2. Informações sobre a Empresa
Segundo o IBOPE, o Brasil já possui mais de 105 milhões de pessoas com acesso a internet. Levando em conta que o país tem aproximadamente 200 milhões de habitantes, é praticamente impossível que os clientes atuais e novos clientes da sua empresa não estejam na internet. A internet é o melhor lugar para disponibilizar informações sobre o seu negócio, já que hoje em dia, a maioria absoluta das pessoas utiliza o Google e outra ferramentas digitais para pesquisar sobre praticamente tudo. O site da sua empresa não dorme, não tem horário de almoço e não tira férias. O site da sua empresa está sempre a postos para informar os visitantes sobre os produtos e serviços, localização e as novidades do seu negócio.

Exemplo:
Vamos a outro exemplo: Você é proprietário de uma concessionária de veículos onde um cliente em potencial ficou sabendo da sua empresa através de um amigo. Curioso, esse cliente demonstra interesse em visitar a sua loja para escolher o seu próximo carro, porém o amigo não sabia informar corretamente o endereço da loja. Rapidamente o cliente em potencial acessa o site da sua empresa pelo celular, descobre o endereço correto da sua empresa e encaminha-se para uma visita à loja. Imagine o que aconteceria se a sua empresa não tivesse um site de qualidade?

 

3. Encontrabilidade
Quantas vezes você já pesquisou no Google e em outros mecanismos de busca sobre determinado produto ou serviço que você estava interessado? Com os seus clientes não é diferente. Tenha certeza que os seus clientes, antes de qualquer telefonema ou visita, pesquisam no Google sobre a sua empresa. Se não a encontrarem, vão buscar outras empresas com produtos e serviços similares que estejam nos resultados das pesquisas.

Exemplo:
Digamos que a sua empresa é uma imobiliária que comercializa imóveis novos e usados em Aracaju. Um cliente em potencial está fazendo uma busca no Google a procura de um apartamento de 4 quartos na cidade.
Ao digitar na busca do Google: “apartamento 4 quartos aracaju “, o seu site aparece na página de busca como um dos primeiros resultados. Mesmo sem saber o nome da sua empresa ou o endereço do seu site, o internauta encontrou a sua empresa através de palavras-chave relacionadas ao seu negócio utilizando o Google. Imagine o que aconteceria se a sua empresa não tivesse um site de qualidade?

 

4. Divulgação
Utilizando ferramentas para integração com redes sociais e e-mail, o site da sua empresa pode permitir que os visitantes compartilhem informações sobre os seus produtos e serviços diretamente do seu site para redes sociais, como o Facebook e Twitter. Também é possível adicionar links no formato “indique a um amigo” para que clientes em potencial possam divulgar as informações do seu negócio com agilidade.

Exemplo:
Para este caso, vamos continuar com o exemplo da imobiliária: Após acessar o site da sua empresa no Google e encontrar o apartamento dos sonhos, o visitante decide compartilhar as informações sobre o imóvel encontrado com seus amigos e parentes no Facebook.
Rapidamente ele faz o compartilhamento utilizando uma ferramenta do seu site e recebe vários feedbacks positivos (da sua esposa e dos seus amigos na rede social), elogiando a escolha e recomendando a compra imediata do apartamento. Mesmo sem querer, esse futuro cliente está ajudando a divulgar – de forma espontânea e muito mais natural – a sua empresa para amigos e familiares. Imagine o que aconteceria se a sua empresa não tivesse um site de qualidade?

 

5. Concorrência
Você já pesquisou os seus concorrentes no Google? Pois é, muitos deles com certeza já tem um site. Se a sua empresa não estiver presente na internet – com um site de qualidade – você está perdendo clientes para estes concorrentes.

Exemplo:
Agora você é o dono de uma administradora de condomínios em São Paulo e não possui um site bem construído. O seu principal concorrente investiu em marketing digital e está bem posicionado no Google. Quando um cliente em potencial pesquisar: “administradora de condominios em são paulo” de qual empresa ele encontrará informações? Imagine o que aconteceria se a sua empresa tivesse um site de qualidade?

 

6. Quebra de Barreiras Geográficas
A internet não tem fronteiras. Um internauta fora da sua cidade ou até mesmo do seu estado pode facilmente encontrar o site da sua empresa no Google e entrar em contato para aquisição de determinado produto ou serviço.

Exemplo:
Suponha agora que a sua empresa é uma distribuidora de material hospitalar localizada em Feira de Santana. Um visitante encontra produtos em seu site com um preço mais competivo que o das empresas localizadas na cidade dele e rapidamente acessa o formulário de contato solicitando um orçamento. O seu setor comercial recebe a solicitação, responde com os valores corretos – incluindo o frete – e mesmo estando fora da região do cliente a sua empresa consegue concretizar a venda. Imagine o que aconteceria se a sua empresa não tivesse um site de qualidade?

 

7. Dados dos Visitantes
Um site bem estruturado pode conter formulários de contato e outras ferramentas que permitam a um visitante entrar em contato com a sua empresa. Essas ferramentas, além de facilitar o contato do mesmo com o seu negócio, servem também como a porta de entrada para a montagem de um banco de dados segmentado de potenciais clientes, que podem receber posteriormente informativos ou mesmo e-mails promocionais com ofertas do seu negócio, fidelizando assim o seu público.

Exemplo:
Digamos que a sua empresa é especializada em alimentos saudáveis e frequentemente divulga artigos com informações interessantes sobre nutrição e saúde. O seu site possui um formulário para que os visitantes possam cadastrar seu e-mails e receber os artigos diretamente por lá, sem precisar retornar sempre ao site para isto. Deste modo, sempre que um novo artigo é publicado em seu site, todos os visitantes cadastrados recebem as matérias nas suas caixas de e-mail, de maneira cômoda e permissiva.
Essa estratégia reforça a imagem da sua empresa junto aos seus clientes atuais e potenciais clientes, além de gerar uma autoridade para a sua empresa em relação ao tema selecionado. Pesquisas comprovam que é muito mais fácil comprar de uma empresa em que confiamos, comparado a uma empresa que não demonstra conhecimento sobre assuntos relacionados ao produto ou serviço comercializado. Imagine o que aconteceria se a sua empresa não tivesse um site de qualidade?

 

8. Relacionamento com os Clientes
O site da sua empresa é o meio mais fácil de manter os seus clientes e potenciais clientes informados sobre tudo o que acontece com ela. É possível divulgar promoções e ofertas, mudanças de endereço, informar sobre um novo produto ou serviço e muito mais, tudo isso sem depender de custos extras para divulgação.

Exemplo:
Sua empresa é uma loja de móveis e decoração e sempre que uma nova coleção é lançada todos os novos produtos são divulgados no site com informações detalhadas, fotos e condições de compra. Os visitantes do seu site estarão sempre atualizados com o que há de mais moderno na sua loja e poderão rapidamente decidir fazer uma visita para comprar os seus novos móveis. Além disso, por perceberem que o site da sua empresa é atualizado com frequência, voltarão mais vezes em busca de novas oportunidades de manter a sua casa cada vez mais bonita. Imagine o que aconteceria se a sua empresa não tivesse um site de qualidade?

E então? Convencido de que a sua empresa precisa ter um site na internet? Fale conosco agora mesmo e veja o que podemos oferecer para otimizar os resultados dos seus negócios na internet.
Se a sua empresa já tem um site, não se preocupe, possuimos diversas ferramentas e estratégias de marketing digital que podem alavancar a sua empresa no mundo virtual. Entre em contato.
Se você conhece um outro motivo para uma empresa ter um site na internet e gostaria de adicionar à nossa lista, fique a vontade para contribuir através dos comentários.

 

Fonte: internet (diversos)

porGiulliano Pasa

Matérias: Comércio eletrônico do país faturou R$ 19,6 bi primeiro semestre

Leia a matéria abaixo sobre comércio eletrônico no Brasil publicado no site bahiadevalor.com.br.

Desenvolvemos projetos para venda de produtos em loja virtual com a opção de publicação dos produtos no Mercado Livre. As cobranças poderá ser realizadas pelo Pag Seguro ou Mercado Pago, que são as opções mais viáveis.

 

LEIA A MATÉRIA NA INTEGRA:

O comércio eletrônico não escapou da crise político-econômica no primeiro semestre deste ano segundo o último relatório Webshoppers, da E-bit. O setor faturou R$ 19,6 bilhões e teve crescimento nominal de 5,2% sobre o mesmo período de 2015. “Apesar de estar abaixo dos resultados de anos anteriores, o desempenho do setor ainda segue positivo, se compararmos com outras atividades da economia”, diz Leonardo Palhares, presidente da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net). “Vamos fechar o ano com crescimento de 8%”.

Nas últimas duas décadas, o comércio eletrônico no país cresceu anualmente na casa dos dois dígitos. E mesmo o ano passado, com o agravamento da crise no país, o setor evoluiu 15%. “Com todos os indicadores econômicos no negativo, era natural que o e-commerce também sentisse”, explica Palhares. “No entanto, esse declínio é passageiro, se deve em parte ao enfraquecimento das compras da classe C, e será revertido à medida que a economia for se estabilizando”.

A previsão é que o comércio eletrônico feche 2016 com crescimento de 8%, atingindo R$ 44,6 bilhões de faturamento. Esses dados constam da 34ª edição do relatório Webshoppers, elaborado pela E-bit com o apoio da camara-e.net.

WhatsApp